Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lua sem Sol

"Hoje eles vivem assim....separados, o SOL finge que é feliz, a LUA não consegue esconder que é triste."

Lua sem Sol

"Hoje eles vivem assim....separados, o SOL finge que é feliz, a LUA não consegue esconder que é triste."

Sexta feira 31 de Julho

A queimar os ultimos cartuchos da primeira fase de férias. Segunda feira vai começar a mesma rotina do ano inteiro. Mas já deu para descansar, bronzear e preguiçar bastante.


Agora uma coisa que me deixa bastante arreliada e principalmente triste é o facto de este país continuar a ser uma República das Bananas.

A D. Fátima Felgueiras, ilibada da maior parte dos crimes que cometeu, os pobres doentes do Hospital de Stª Maria cegos, por qualquer coisa que nesta altura do campeonato ainda não se sabe o que foi e as pessoas é que sofrem na pele, aqueles que andam a trabalhar para termos uma vida mais ou menos pagam os erros daqueles que nunca se sabe quem são e passam impunes. Ai, quem me dera a justiça pelas próprias mãos.

Na Grécia vão vacinar o povo todo contra a Gripe A em Portugal fazemos centros de urgência á gripe que não sabemos muito bem onde são e que numa epidemia a sério não nos vão servir de nada. E meus amigos na 4ª feira passada fui com um amigo para o Hospital Amadora-Sintra e delirei com o que se passa por lá. É do mais triste e degradante possivel. O meu amigo entrou com uma cólica renal que o fazia gritar, rebolar e chorar de dores, até á triagem (2 secretárias, 2 cadeiras e uns cortinados mesmo á entrada da porta das urgências) a mulher esteve com ele, isto eram 6,30 da tarde, depois da triagem mandaram a mulher embora. Até cá fora ouviamos os gritos dele e atenção não é homem de ser queixoso como a maior parte deles. Passado 1,30 hora ainda se ouvia e a mulher a querer ir ter com ele e não deixavam, dirigi-me ao guichet e perguntei porque é que numa situação destas não deixam estar um acompanhante, até porque ele se fosse chamado para o médico não ia sózinho, resposta da menina, não é permitido, só se na triagem acharem necessário e quando o chamarem alguém o leva. E eu OK e só pude dar um sorriso á menina. Pois é, passado 15 minutos a minha amiga estava lá dentro com um cartão de acompanhante prioritário arranjado por um amigo do amigo que era bombeiro. E de pasmar ainda mais, depois deste tempo todo o pobre homem nem tinha sido visto pelo médico, continuava cheio de dores e só depois da minha amiga chamar a enfermeira foi medicado e lhe começaram a fazer os exames. Saímos do Hospital á meia noite e meia e pergunto-me eu porque será que os sistemas de saúde privados estão a ter um aumento de procura incrivel????

Também já estive no Hospital Amadora-Sintra com a minha filha e com o meu pai e em abono da verdade vos digo, foram espectacularmente atendidos. Agora o resto dos exemplos não sei não.

Mas assim vamos andando alegres e contentes e prontos para mais umas eleições em que o que vai mudar é as moscas porque a m****** vai ser a mesma.

Um beijo a todos e até ao próximo post da Lua mesmo sem Sol.