Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lua sem Sol

"Hoje eles vivem assim....separados, o SOL finge que é feliz, a LUA não consegue esconder que é triste."

Lua sem Sol

"Hoje eles vivem assim....separados, o SOL finge que é feliz, a LUA não consegue esconder que é triste."

Afastamento

Não tenho vindo muito aqui ao meu cantinho e quando venho é realmente para não deixar que ele se torne mais um blog em que as pessoas escrevem meia duzia de coisas e o abandonam. Até porque eu o fiz com o objectivo de quando tenho alguma coisa cá dentro a ocupar espaço, deixar aqui, para partilhar sentimentos, ideias, opiniões e algumas brincadeiras. Agora tenho cá vindo muitas vezes só olhar para ele, ler algumas coisas que escrevi, ouvir algumas musicas que tenho aqui, ler os blog's de algumas pessoas que me dizem alguma coisa e deixar uns comentários, porque há alturas em que, mesmo o que nos dá prazer fazer, deixa de ter interesse. É uma fase. E eu estou nessa fase, a nível profissional, a nível pessoal. Com alguns problemas para resolver, coisas que me preenchem a cabeça e me deixam neste estado de apatia. Porque sou a "cabeça, o coração e a alma" de uma familia, porque eu resolvo tudo e mais alguma coisa, porque sou eu que tomo as decisões e as opções, mesmo que em detrimento de mim própria, mesmo sabendo que estou a rebentar, mais uma vez, com a minha saúde. A nível profissional porque assisto a muitas injustiças e não sou capaz de deixar passar ao lado e tudo isso me afecta e deixa desesperada. Sou incapaz de ser má profissional mas gostava de ver a minha dedicação e profissionalismo mais elogiado e considerado por quem só tem o que tem porque eu ajudei ao longo destes 30 anos que aqui estou. Mas infelizmente isso não é assim e, antes pelo contrário, quem menos faz é "recompensado". Eu tenho a noção de que isto não é uma "dor" só minha, muita gente está também nesta situação e deve compreender perfeitamente o que estou a dizer. Depois temos aquela velha utopia de "ser Feliz" e apesar de saber que a Felicidade completa não existe, é mais um puzzle em que todas as peças se juntam e vão criando a felicidade que se pode ter,  eu vou levando "facadas" e mais "facadas" e a desilusão e decepção que as pessoas me causam vão desfazendo essa minha "luzinha" de que existe algo de bom á minha espera. Por isso este, mais ou menos, meu afastamento, talvez silêncio porque não me apetece sequer falar, escrever, olhar, ás vezes até respirar. Apetece-me mais GRITAR. Mas vou aparecendo. E sei que isto passa porque não é a primeira vez que acontece nem, de certeza, vai ser a ultima.

(foto de André Brito)